Harmonização Facial e o rosto perfeito: Saiba como lidar com as expectativas.

Harmonização e o rosto perfeito

Todos já pensaram da seguinte forma: a Harmonização Facial vai trazer o rosto perfeito, certo? Precisamos conversar sobre o assunto. Não existe dúvidas que a Harmonização Facial é capaz de entregar juventude e beleza. Temos procedimentos para tratar todas as camadas da pele e demais estruturas.

Podemos remover excessos de volume, assim como adicionar volume em áreas estratégicas. Desta forma podemos fazer tratamentos para rejuvenescer a pessoa, cuidar de rugas, flacidez facial, afinar o rosto etc.

Isso todo mundo sabe, cansamos de ver fotos de antes e depois em nossas redes sociais, que mostram melhoras drásticas na aparência das pessoas.

No entanto sabemos que a nossa autoestima é muito mais profunda que uma foto de antes e depois. Por esse motivo, eu como profissional da área, vejo vários fenômenos acontecendo. É importante falar sobre cada um deles.

Existem pessoas que após algum procedimento percebem nitidamente a melhora, e com isso recuperam aquele brilho nos olhos. Passam a se arrumar mais, a sentir mais vontade de viver, é um bem-estar que extrapola o procedimento.

A harmonização facial é um procedimento que potencializa a beleza que vem da autoestima, do brilho nos olhos. São pessoas que voltam nas consultas de retorno muito mais bonitas, bem arrumadas e confiantes.

Vocês devem concordar comigo: pessoas felizes são mais bonitas e radiantes. Sem dúvida esses são os tratamentos mais satisfatórios, tanto para o paciente quanto para o profissional.

Há também quem busque a harmonização facial para se sentir melhor, mas não consegue essa sensação, apesar da foto do antes e depois mostrar uma melhora na aparência.

É muito comum que isso aconteça com pessoas que estão tristes por algo, e procuram o tratamento estético como uma compensação. Não são raras as que por exemplo, terminam um casamento e imediatamente decidem mudar o corte de cabelo e fazer tratamento estético.

Ou mesmo pessoas que estão com quadro de depressão e estão procurando algo para se sentirem melhor. Muitas têm um problema sério de autoestima.

Nada do que a gente faça será capaz de mudar completamente a sensação de que algo está errado. E com isso a pessoa pode se sentir ainda pior depois do procedimento. Porque além de não ter atingido o seu objetivo, acabou investindo dinheiro, sem ver resultado almejado.

Também existe um terceiro tipo de pessoa. São aquelas que tem dificuldade em perceber como realmente são. É o chamado Transtorno Dismórfico Corporal. É uma doença mental que envolve um foco obsessivo em um defeito que a pessoa considera ter na própria aparência.

Defeito esse que pode ser pequeno ou imaginado, e a pessoa não poupa esforços para “corrigi-lo”. São pessoas que fazem procedimento de Harmonização Facial, até gostam do resultado, mas logo querem mais.

Se o profissional não perceber esse fenômeno, ele fará uma série de tratamentos desnecessários, e a pessoa com o tempo ficará com uma aparência estranha e exagerada.

O tratamento de harmonização facial pode causar um impacto profundo no paciente

Então eu penso que o profissional deve desenvolver uma sensibilidade para entender o ser humano que está na sua frente para fazer um procedimento. Tratar da aparência pode ser algo simples e banal, mas pode também ser algo muito profundo. 

O seu paciente quer melhorar detalhes pontuais no rosto, ou tem o desejo de recuperar o brilho nos olhos e a vontade de viver? Melhorar a aparência com certeza será possível. O brilho nos olhos é recuperado em grande parte das vezes, mas infelizmente não é possível garantir.

Alinhar expectativas

É muito importante que o profissional e o paciente estejam alinhados quanto as expectativas frente ao tratamento. 

Muitas vezes, para que a pessoa tenha uma mudança impactante na sua aparência é necessário associar tratamentos, nem sempre é possível atingir essa expectativa em uma única sessão, lembrando que os melhores resultados são alcançados com o passar das manutenções.

A pele precisa de tempo para se adaptar aos preenchedores, para a reparação e formação de colágeno e elastina.

As pessoas são diferentes

Tem um outro detalhe, que raramente ouço os profissionais falando, mas penso ser fundamental para um bom resultado de harmonização. Os seres humanos são diferentes entre si, em vários aspectos.

Além de terem diferentes objetivos, fisicamente também são diferentes. Dessa forma, o mesmo tratamento em duas pessoas entregará resultado diverso. Os tratamentos não são 100% previsíveis.

Vou dar alguns exemplos: Para alguns tipos de rosto, usar 2ml de ácido hialurônico entregará um resultado incrível. Para outros, será necessário mais de 10 ml para que o resultado mais importante comece a acontecer.

O mesmo com os tratamentos que bioestimulam colágeno, tratamentos para remoção de gordura, tratamento para manchas. O resultado pode ser melhor ou pior a depender de cada paciente. É claro que o profissional experiente fará um planejamento mais assertivo, mas ninguém tem o controle total sobre os procedimentos.

Relação de confiança: paciente x profissional

Justamente por isso é fundamental que o profissional e o paciente criem uma relação de confiança. Nem sempre o resultado ficará perfeito de cara (nem sempre é possível que fique “perfeito” também). Pode acontecer também alguma intercorrência no caminho, ou simplesmente o paciente não gostar do tratamento.

Mas isso não significa que o profissional seja ruim. A relação de confiança é fundamental para que todos os percalços sejam conduzidos da melhor forma possível, de forma que no final o paciente esteja satisfeito.

Pesquise bastante o profissional antes de escolhê-lo, porém caso o resultado não fique exatamente como o esperado, não pule prontamente para outro. Permita que o seu profissional conduza o tratamento.

Período de recuperação

Para qualquer tratamento temos um período de recuperação. Os procedimentos podem causar inchaço, causar algum hematoma que demore a sair ou até mesmo desconforto.

Geralmente em 15 dias é possível ver os resultados, mas pode aparecer somente 2 meses depois.

Não se compare com ninguém

Por fim tenho que dizer que é impossível replicar um resultado que alguém traga em consulta como uma referência. É claro que entender o objetivo de cada um é fundamental, e nesse ponto a referência é importante, mas é impossível replicar resultado.

Ninguém tem o mesmo rosto associado ao mesmo tipo de pele, ao mesmo estilo de vida. Sem contar que nessa época em que tudo é Instagramável, a maioria dessas “referências” estão repletas de Photoshop, sequer são reais.

Os famosos ao vivo não são como nas fotos, isso parece óbvio, mas muita gente tropeça nesse erro. É uma luta cruel e irreal comparar o seu bastidor com o palco de alguém.

O cuidado com a beleza é importante para uma melhora geral na nossa vida e por isso eu sou apaixonada pela Harmonização Facial, mas os tratamentos devem vir em companhia dos outros pilares do autocuidado. Não podemos esquecer da nossa constituição física, mental e espiritual.

Assista ao vídeo sobre o tema

Leia outros artigos e conheça o meu canal no Youtube

Gostou do conteúdo? Quer saber mais sobre os tratamentos, procedimentos e outras novidades do universo da odontologia e harmonização facial? Visite o blog ou o meu canal no Youtube.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados

Iniciar conversa
Como posso ajudar?
Olá! Estamos à disposição para te ajudar. Envie a sua mensagem agora.